DiaaDiaES.com.br

Unimed de Cachoeiro começa a realizar angiotomografia coronariana

Angiotomografia coronariana (Foto: Divulgação)

Na próxima sexta-feira (4), a Unimed Sul Capixaba inicia em sua unidade hospitalar a angiotomografia de coronárias, exame realizado com o auxílio do tomógrafo computadorizado de corpo inteiro, que possibilita a visualização não invasiva das paredes e da luz das artérias coronárias. O procedimento permite fazer a avaliação das placas ateroscleróticas e a detecção de obstrução nas artérias coronárias com imagens em 3D.

Apenas aparelhos de tecnologia avançada conseguem realizar o exame com qualidade satisfatória, pois possibilitam a visualização detalhada das coronárias e das placas ateroscleróticas de maneira próxima ao cateterismo. O exame dura cerca de 30 minutos e é realizado com a presença de um cardiologista e, em alguns casos, de um anestesista, sendo necessário acesso venoso periférico e uso de contraste.

Com o exame sendo realizado na unidade, os clientes não precisam se deslocar para a Grande Vitória ou outros centros. De acordo com o cardiologista Paulo José Ferreira Soares, cardiologista da Unimed Sul Capixaba, o exame é recomendado para pacientes com sintomas característicos ou sugestivos de angina (dor torácica causada pela falta de oxigênio no coração) e que se enquadram na categoria de risco intermediário. O exame também se aplica àqueles pacientes que tiveram algum teste de isquemia duvidoso ou com resultado conflitante com a suspeita clínica.

Monitoramento   

Outras indicações usuais são na suspeita de anomalias congênitas de coronárias ou na avaliação de pacientes com insuficiência cardíaca de início recente, na qual se quer descartar a presença de doença coronária. A angiotomografia de coronárias também é usada no monitoramento de pacientes já submetidos a implante de stents ou a revascularização miocárdica com pontes de safena ou mamária.

A angiotomografia coronariana não está indicada para pacientes com alta probabilidade de doença coronariana, isto é, pacientes com grande chance de obstruções coronarianas significativas identificada na avaliação clínica e laboratorial. Esses pacientes, em geral, são candidatos a tratamento percutâneo, como a angioplastia coronariana com implante de stent, que pode ser realizado no mesmo momento do cateterismo cardíaco diagnóstico.

Carregando....
%d blogueiros gostam disto: