fbpx
DiaaDiaES.com.br
Cachoeiro Geral Historia e Arqueologia Meio Ambiente Montanhismo e Aventura Turismo

Sobre homens e montanhas: Projeto Adote uma Montanha

ARTIGO: Marcio do Nascimento Santana, historiador, montanhista, membro do Instituto Histórico e Geográfico de Cachoeiro de Itapemirim e vice-presidente do CE Itabira.

Antigo provérbio chinês:

“Por mais que o vento sopre, a montanha jamais se curva diante dele”

 

O Projeto Adote uma Montanha, ou PAM, como é carinhosamente conhecido pelos praticantes de montanhismo no Brasil, nasceu como um projeto em 2002 pela Femesp (Federação de Montanhismo do Estado de São Paulo), estimulados pelas ações da ONU pelo Ano Internacional da Montanha. Incentivando os clubes de montanhismo paulistas a atuar na conservação ambiental nas serras e areas de montanha do Estado.

Com a fundação da CBME (Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada) e o interesse de outros estados em participar, o projeto foi transferido da Femesp para a CBME, onde foi ampliado em nível nacional, obtendo um formidável resultado, com 41 áreas adotadas por 30 associações de montanhismo em sete estados brasileiros.Em Cachoeiro de Itapemirim, o CE Itabira (Centro Excursionista Itabira) promove essas ações, entre elas a preservação das trilhas do Parque Municipal do Pico do Itabira, e também auxilia na manutenção das vias do monumento natural, o pico do Frade e a Freira. Inclusive, o CE já participou, de forma extraordinária e voluntária, de várias ações de combate a incêndio nessas áreas montanhosas, seja de causas naturais ou não.

Atividades e ações

Reflorestar trilhas com mudas de espécies nativas, protegendo as nascentes como prioridade.

Dar publicidade às ações para maior sensibilização da comunidade, para a importância de apoiar e participar das ações propostas.

Agir de forma integrada quando necessário, com os demais órgãos do meio ambiente (Iema , Idaf, Ibama) e também com o MP.

Incentivar a participação de grupos de escoteiros, desbravadores, embaixadores do Rei… Grupos como os Gaviões da Montanha, Café no Monte e ONGs como o Caminhadas e Trilhas (esses últimos todos de Cachoeiro de Itapemirim).

Limpeza da trilha: coleta seletiva de lixo, deposição de material reciclável em local onde haja coleta seletiva e deposição de material não-reciclável em aterro sanitário.

Conter focos de erosão na trilha com técnicas apropriadas.

Organizar e colaborar em campanha de conscientização dos visitantes.

Desenvolver, organizar e implementar um sistema mínimo de sinalização para evitar impactos indesejados ao longo da trilha.

Conclusão

O Adote é hoje o maior projeto voluntário de preservação de montanhas do Brasil, com grupos atuando nos principais estados brasileiros, reunindo mais de 300 montanhistas diretamente. Inclusive militares, como é o caso do 11º Batalhão de Infantaria em Tiradentes (MG), tropa especializada em formação do montanhista militar e também da preservação de seu relevo montanhoso.

As atividades do Adote são geralmente programadas nacionalmente, mas nada impede que cada entidade tenha o seu calendário.

Para frente e para o alto:

Montanha Brasil

Para saber mais:

http://www.cbme.org.br/novo/adote-uma-montanha/

 

Adote Uma Montanha

Carregando....