DiaaDiaES.com.br
Monte Mulanje,A sagrada montanha dos espíritos.

Sobre homens e montanhas: a montanha que inspirou JRR Tolkien

ARTIGO: Marcio do Nascimento Santana, historiador, montanhista, membro do Instituto Histórico e Geográfico de Cachoeiro de Itapemirim e vice-presidente do CE Itabira.

Quando se busca o cume da montanha, não se dá importância às pedras do caminho. Provérbio oriental

Os fãs  podem estar acostumados a ver histórias inspiradas nos personagens de Bilbo o Bolseiro, Gandalf o Mago Branco, Legolas e companhia. 

Porém deixe-me esclarecer imediatamente que este não é um artigo sobre a Nova Zelândia, o país cujas paisagens dramáticas formaram o pano de fundo para as adaptações de grande sucesso de Peter Jackson dos romances de fantasia de Tolkien. Em vez disso, estou levando você para a África, em algum lugar mais obscuro, em busca de um mito.

Situada a 9.849 pés (3.002 m) de altura, a enevoada Montanha Mulanje, (ou Monte Mulanje) do Malawi, seu acesso e feito a pé, a trilha do monte é para iniciante, de fácil acesso, e segura, sendo preterivelmente subir com auxilio de um guia, E ao longo dos anos tem sido associada a inúmeros mitos que, além de sua beleza, fazem dele uma atração turística sem igual. Uma dessas lendas é que o autor britânico JRR Tolkien foi inspirado nos mistérios e nas maravilhas da montanha.

Monte Mulanje visto de outro angulo

 

Contos populares sobre pessoas, incluindo turistas, que se perderam no monte Mulanje, são contados há séculos. A maioria dos desaparecimentos ocorre no início da descida, e os montanhistas acabam por entrar no Chichewa (em Malaio) ou  “zona proibida”. Os malaios nativos acreditam que o lugar é habitado pelos espíritos de seus antepassados, que quando irritados podem fazer uma pessoa desaparecer.

Ironicamente, apesar de sua reputação assustadora, continua sendo a subida mais popular no planalto, pois as vistas do pico são realmente de tirar o fôlego. Porém sempre existe alguém que se perde e eventualmente pessoas morrem, como foi o caso do brasileiro Gabriel.

 

JRR Tolkien

JRR Tolkien nasceu em Bloemfontein, África do Sul, mas se mudou para a Inglaterra quando criança. Acredita-se que a pequena cidade florestal de Hogsback, no Cabo Oriental da África do Sul, tenha sido a principal fonte de inspiração para a paisagem descrita em O Hobbit.

Enquanto escrevia o romance, havia rumores de que Tolkien também havia visitado o Malawi e escalado a famosa Montanha Mulanje na década de 1930. A Floresta das Trevas pode ter sido inspirada por Hogsback e, a Montanha Solitária (Erebor) foi inspirada no Monte Mulanje.

A montanha solitária de Tolkien,EREBOR

 

Além da montanha, suas cachoeiras e Tolkien

Dziwe la Nkhalamba é uma das inúmeras cachoeiras do Monte Mulanje, porém é a mais bela, cujas águas cristalinas tornam o lugar  mistérioso e trágico onde as pessoas se afogam ou desapareceram. Em 2016, uma menina de 18 anos morreu a caminho de Dziwe la Nkhalamba.

Ela estava na companhia de seu grupo de jovens enquanto eles passeavam pela montanha. Alguns relacionaram a morte aos espíritos dos ancestrais, mas os médicos confirmaram que ela morreu devido a problemas respiratórios. Histórias como essa estimularam os habitantes locais a preparar refeições para os espíritos (assim como na trilha ao monte) e fazer oferendas em lugares que acreditam que os espíritos ancestrais podem ser encontrados.

Acredita-se que essas ofertas acalmem os ancestrais e os incentivem a proteger os aldeões. No entanto, continua sendo um local popular para tirar fotos.E sim também foi um dos locais que serviram de inspiração para JRR Tolkien

 

Cachoeira Dziwe la Nkhalamba

 

O caso de Gabriel

Gabriel Buchmann era um economista de 28 anos, que decidiu se aventurar pelo Mundo, fazendo um mochilão por diversos países, 26 ao todo, pois essa fascinante jornada era uma preparação para o seu doutorado em politicas publicas, na universidade da Califórnia,jovem cheio de vida, e de um enorme coração.

 Gabriel Buchmann e o seu guia e amigo

Flamenguista apaixonado e um ávido e experiente  montanhista, ao percorrer o continente africano resolveu escalar o Monte Mulanje, a sagrada montanha dos espíritos. A partir dos 3 mil metros de altitude, ele dispensou o guia, e sua ultima parada foi o abrigo ao pé do monte. E assim no dia seguinte conseguiu atingir o cume. Porém ele subiu sem equipamentos, apenas com a roupa do corpo.

Gabriel desapareceu no dia 17 de julho de 2009. Equipes que faziam a busca por terra encontraram o corpo do brasileiro caído em um vale a mil metros de altura, vários dias depois. O corpo foi retirado do monte Mulanje com a ajuda de um helicóptero contratado pela família.

Ele se perdeu após alcançar o cume e ao tentar voltar. O Monte Mulanje é conhecido por sua instabilidade climática no cume. Logo o declínio de visibilidade devido à nevoa e à cerração são fatores que levam até os melhores montanhistas a se perderem. Gabriel veio a falecer dias depois por hipotermia. Porém sempre existe a parte folclórica da história, e entre as várias matérias dizem que os espíritos da montanha são quem decidem quem sobe e quem desce.

 

Explicação racional para os desaparecimentos

A realidade é que  as pessoas não são sequestradas ou mortas pelos espíritos das montanhas. Essas histórias surgiram há séculos atrás quando os colonos brancos costumavam atravessar o monte Mulanje, subindo uma rota e descendo outra. Como os habitantes locais só viam os colonos brancos subindo e não mais voltando a descer , eles acreditam que deviam ter desaparecido e que os espíritos das montanhas eram os responsáveis por isso. Porém ainda hoje existem pessoas que se perdem, mas tal fato é atribuído à ausência de guias, falta de conhecimento adequado, como técnicas de sobrevivência e orientação com bússola e também sem bússola.

Hoje, com sua variedade de plantas e animais, a Montanha Mulanje é oficialmente uma reserva florestal, que em 2014 foi nomeada para o status de Patrimônio Mundial. Está sob a proteção do Mountain Mountain Conservation Trust (MMCT).

Para frente e para o alto;

Montanha Brasil.

Para saber mais recomendo o filme Gabriel e a Montanha:

Carregando....