DiaaDiaES.com.br

Setor de rochas busca novo posicionamento no mercado internacional

O Stone Summit, projeto criado com o intuito de conectar o arranjo produtivo de rochas ornamentais atingiu um novo patamar na última quarta-feira (30). Uma edição especial teve transmissão pela plataforma digital que abriga a Marmomac 2020. A feira, que é líder mundial no segmento, se adaptou ao “novo normal” e às mudanças que os últimos meses geraram e realiza, até o dia 2 de outubro, a Marmomac Restart em formato 100% digital.

O painel “O setor de rochas ornamentais brasileiro” foi coordenado pelo vice-presidente do Centro Brasileiro dos Exportadores de Rochas Ornamentais (Centrorochas), Fabio Cruz. Para o debate foram convidados representantes de três grandes empresas nacionais: o diretor comercial da Gramazini, Matt Vigna; o diretor comercial da Decolores, Gustavo Probst; e o diretor comercial da Magban, Gonsalo Machado. E foi na língua oficial do evento (inglês) que eles fizeram uma análise do mercado de rochas ornamentais, abordando os impactos da pandemia do Covid-19 e as projeções de recuperação para o setor.

Bastante dinâmico e com compartilhamento de ideias e exemplos, os participantes apontaram lições tiradas da crise sanitária mundial como o fato de aprender a fazer mais com menos, o trabalho na busca e conquista de novos mercados, principalmente atuando em parceria com influenciadores locais e as ações realizadas em parceria com outras empresas em benefício do setor como um todo.

A diversidade e beleza das rochas brasileiras não poderia, e não ficou, de fora do debate. O país exporta seus produtos para os cinco continentes e conta com mais de 1.200 variedades de materiais. Sozinho, o Espírito Santo é estado responsável por cerca de 82% das exportações brasileiras e 40% de toda produção nacional.

Carregando....
%d blogueiros gostam disto: