DiaaDiaES.com.br

Setembro Verde vai incentivar a doação de órgãos em Cachoeiro

Setembro Verde HECI (Foto: Divulgação)

O Setembro Verde é uma campanha alusiva ao Dia Nacional da Doação de Órgãos, celebrado em 27 de setembro, que incentiva o debate sobre a doação e o transplante de órgãos. No Espírito Santo, existe uma fila de 1330 pessoas à espera de um órgão. Destas, quatro aguardam o coração, 28 fígados, 301 córneas e mil aguardam o transplante de um rim.

O Hospital Evangélico de Cachoeiro de Itapemirim (HECI) possui uma Comissão Intra Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT). “Ainda há muitos preconceitos sobre a doação de órgãos, principalmente relacionados a crenças e padrões culturais da população. Infelizmente, a recusa das famílias de indivíduos que acabaram de falecer ainda é a maior causa das não doações de órgãos”, comenta o enfermeiro Gustavo Calegário.

Segundo ele, a CIHDOTT desenvolve ações educativas com o objetivo de conscientizar e sensibilizar as pessoas sobre a importância da doação de órgãos. Mas este ano, devido a pandemia, as ações do Setembro Verde serão realizadas utilizando a mídia social e distribuição de material educativo para evitar a aglomeração de pessoas.

Captação

Gustavo Calegario – enfermeiro (Foto: Divulgação)

O Hospital Evangélico realiza a captação de múltiplos órgãos em doador falecido por morte encefálica. Também faz captação de córneas em doador falecido por Morte Encefálica (ME) e por Parada Cardiorrespiratória (PCR).

Em 2020, de janeiro até julho, foram cinco captações efetivadas no HECI. Em relação a 2019, no mesmo período, o número de captações no HECI diminuiu consideravelmente em função da pandemia da Covid-19. No primeiro semestre de 2019, o HECI efetivou nove captações de córneas, nenhuma doação de múltiplos órgãos.

“A doação de órgãos é um ato nobre que pode salvar vidas. Muitas vezes, o transplante de órgãos pode ser única esperança de vida ou a oportunidade de um recomeço para pessoas que precisam de doação. Converse com sua família sobre o seu desejo de ser doador e deixe claro que eles, seus familiares, devem autorizar a doação de órgãos. Doar órgãos é doar vida, é um ato de amor e solidariedade”, apela Gustavo.

Carregando....
%d blogueiros gostam disto: