24.7 C
Vitória
sexta-feira - 20 de setembro de 2019
DiaaDiaES.com.br

Produtores rurais do Sul do ES brilham em prêmio do cacau capixaba

Os produtores rurais Carlos Tatagiba Martins e Márcia Regina Gava, do Sul do Espírito Santo, brilharam no III Concurso da Qualidade do Cacau Capixaba. Eles ficaram na segunda colocação, na categoria “Demais Municípios do Estado”.

O concurso tem por objetivo premiar, reconhecer e incentivar os produtores de cacau através da qualidade da amêndoa de cacau produzida no Espírito Santo, agregando valor à produção, gerando qualidade de vida no campo e estimulando o desenvolvimento da capacidade técnica das propriedades produtoras.

Carlos Tatagiba Martins e Márcia Gava são agricultores familiares da comunidade Oriente, de Jerônimo Monteiro. A família vem sendo assistida pelo escritório do Instituto de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) de Alegre desde 2016, com ações voltadas para recuperação de mata ciliar através de sistemas agroflorestal com atividade cacaueira; cursos promovidos pelo Incaper em parceria com a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (Ceplac-ES), como poda de cacau; enxertia de cacaueiros e derivados de cacau; e através da mobilização e incentivo da participação dos produtores de amêndoas de cacau nos concursos de 2018 e 2019.

“Estamos muito honrados em celebrar este momento, além de valorizar o nosso produtor Carlos Tatagiba Martins pela sua dedicação e muito trabalho, também podemos dar visibilidade a nossa região na produção de amêndoas de cacau, e com qualidade. É um resultado de um trabalho em parceria, esta é fundamental para continuarmos fomentando o trabalho com atividade cacaueira no Sul do Estado”, ressalta a coordenadora do Escritório Local de Alegre, Aline Chaves Pereira. 

Produtor de amêndoas de cacau Carlos Tatagiba Martins. Foto: Incaper

Como prêmio, os produtores do Sul do Estado receberam um cheque no valor de R$ 2 mil, durante cerimônia realizada no dia 3 de setembro pelo Incaper e Ceplac-ES.

Parceria

O responsável pela Ceplac-ES, Carlos Alberto Spaggiari Souza, ressaltou a importância do trabalho que está sendo desenvolvido em parceria com o Incaper na atividade cacaueira, como uma alternativa de diversificação agrícola, sobretudo na produção e processamento de amêndoas de cacau de qualidade. 

Já o coordenador regional do Caparaó, Ricardo Eugênio Pinheiro, ressalta que de acordo com o IBGE (2018), o município de Alegre possui 7 hectares de cacau plantados, sendo que parte da plantação foi fomentada pelo Programa Estadual Reflorestar, cujo objetivo é manter, recuperar e ampliar a cobertura florestal, com geração de oportunidades e renda para o produtor rural. 

Lanche de derivados de cacau produzidos pelas agricultoras e agricultores de Alegre. Foto: Incaper

O concurso é realizado pela Prefeitura de Linhares, Ceplac-ES, Chocolates Garoto, com co-realização do governo do Estado, Incaper, Sebrae, Faes, Senar, Sindicato Rural de Linhares e conta com apoio institucional da Associação dos Cacauicultores de Linhares (Acal), Associação de Produtores Rurais de Perobas, Bananal do Sul e adjacências (Aprobeba), Cooperativa dos Cacauicultores do Espírito Santo (Coopercau), Centro de Inovação do Cacau e organização do Instituto Ampliê.

Leia Também...

Usina da BRK Ambiental em Cachoeiro é pioneira em geração de energia solar

Andréia Pegoretti

Produtores rurais de Cachoeiro visitam circuito turístico em Anchieta e já planejam projeto em São Vicente

Camila Soares

Projeto vai implantar hortas em escolas municipais de Cachoeiro

DiaaDiaES.com.br
Carregando....