DiaaDiaES.com.br

Prefeitura diz que orientou setor de eventos sobre emergência cultural

Protesto profissionais do setor de eventos (Foto: Divulgação)

Na última terça-feira (25), profissionais do setor de eventos de Cachoeiro de Itapemirim foram às ruas para um protesto para cobrar o retorno das atividades, que estão suspensas há cinco meses por conta da pandemia da Covid-19. Cerca de 100 pessoas caminharam pelas ruas do centro da cidade em direção ao Palácio Bernardino Monteiro, sede da prefeitura.

Os manifestantes alegam que não foram recebidos pelo prefeito, que no momento estava o interior do prédio, ou mesmo um representante ou porta-voz da prefeitura. Além do retorno das atividades, eles cobram o uso da verba da Lei Aldir Blanc, para que seja empregada no setor de eventos.

Por meio de nota, a Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim informa que recebeu representantes do movimento, na última semana, na Secretaria de Cultura. Na oportunidade, eles receberam orientações a respeito da Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, sancionada pelo governo gederal. Eles, portanto, tinham conhecimento de que não existe a interferência do município nesse processo.

A nota diz ainda que, apesar disso, o município lançou o Censo Cultural 2020. O cadastro foi um item essencial para artistas e espaços culturais terem acesso ao auxílio da lei. A ação foi amplamente divulgada pela mídia local.

A prefeitura ressalta ainda que, para explicar melhor o processo para a classe, o Conselho Municipal de Política Cultural (CMPCCI), que conta com representantes da Prefeitura de Cachoeiro e da sociedade civil, promoveu três webconferências, todas também amplamente divulgadas.

Sobre o retorno das atividades, a prefeitura destaca que segue o decreto estadual, conforme orientações do Ministério Público Estadual.

Carregando....
%d blogueiros gostam disto: