fbpx
26.3 C
Vitória
terça-feira - 10 de dezembro de 2019
DiaaDiaES.com.br

Porto Central assina acordo com holandeses para iniciar obras em Kennedy

A construção do Porto Central, em Presidente Kennedy, deve ter início em 2020. A notícia foi dada durante o primeiro encontro do “Fórum Desenvolvimento e Inovação: O Futuro do Espírito Santo”, realizado na cidade, onde foi celebrada a assinatura de um protocolo entre o Porto Central e a empresa holandesa de dragagem Van Oord para implementação do complexo portuário.

“A expectativa é muito grande, mas eu acredito que estamos no caminho certo e que a partir de 2020 o primeiro passo vai ser dado no Porto Central”, destaca o prefeito Dorlei Fontão.

Cerca de 500 pessoas participaram do evento que abordou sobre os avanços tecnológicos e possibilidade de crescimento econômico em todas as regiões do Estado. O Sul capixaba esteve em destaque, uma vez que projetos importantes estão em andamento.

“A busca para que a gente possa desenvolver a região Sul é permanente, tanto que estamos pesando a mão nos investimentos e também criando todas as condições para que outras iniciativas, como a do Porto Central, que é um projeto maduro com perspectivas reais e já melhorou muito as possibilidade dos investimentos sejam atraídas para a região”, afirmou o governador do Estado, Renato Casagrande.

Casagrande acredita que a soma do Porto Central e a retomada da Samarco “são um sinal positivo para a região Sul do Estado, que estava sem perspectivas”.

Projeto do Porto Central que será construído em Presidente Kennedy. Foto: Porto Central

Potencialidades

O Porto Central deve atender as demandas vocacionais da cidade de Presidente Kennedy e região Sul do Estado. A exploração do petróleo é uma das atividades que se destacam no território capixaba e chama atenção também para essas localidades.

“O Espírito Santo é um Estado onde o petróleo tem uma importância muito grande. Essa região, especificamente, vai se beneficiar com essa expansão do crescimento mais rápido da exploração do pré-sal. O Porto Central inicia suas atividades baseada nesse mercado de petróleo e gás, tanto na geração de energia quanto também para a utilização do porto para apoio offshore”, destaca o economista Orlando Caliman.

Estado promissor

O Espírito Santo foi avaliado pelo economista Orlando Caliman como o Estado mais promissor no cenário nacional e impulsionador da recuperação econômica que o Brasil vem buscando.

“O que se espera para o país é a retomada do crescimento e o Espírito Santo parece ser o Estado mais preparado para esse momento. Hoje é o Estado brasileiro com nota AA em questão de finanças e isso é fundamental, sendo um atrativo inclusive para empresas de fora, para gerar riqueza, emprego e desenvolvimento”, relata.

Carregando....