fbpx
26.6 C
Vitória
domingo - 16 de fevereiro de 2020
DiaaDiaES.com.br

Pedras viram obras de arte na feira

Artesãos mostraram nessa edição da Cachoeiro Stone Fair que é possível transformar pedaços de rochas ornamentais em verdadeiras obras de arte.

As esculturas feitas por um alegrense, que reside em Cachoeiro há quase 40 anos, chamam atenção. Romário Rosa produz há 12 anos, com a ajuda da esposa Kátia, mais de cem tipos de esculturas feitas a partir dos pedaços que são descartados do mármore e granito. A produção é manual e leva de um a três dias para ficarem prontas.

O artesão produz em média 350 peças por mês. Parte destas é vendida para vários estados do país e já voaram para Turquia, Índia e Estados Unidos.

Corujas, jacarés, ursos e araras estão entre os animais que mais chamam atenção pela riqueza de detalhes e que são o carro chefe da produção. Além dos animais, bacias, kit para churrasco, luminárias, porta guardanapos e outras peças são produzidas pelo artesão.

A sede da empresa fica no bairro Teixeira Leite, em Cachoeiro de Itapemirim, para adquirir uma peça ou agendar visitas, basta fazer contato por meio do telefone 28 99884-2961.

Joias

A mineira Mariza Martins, que atualmente mora em Vila Velha, trouxe para Stone Fair semi-joias produzidas com pedras semi-preciosas. Pequenos pedaços descartados pelas empresas do ramo são recolhidos e viram pulseiras, brincos e colares.

A artesã contou que começou despertar para a fabricação das semi-joias quando descobriu que havia uma jazida de ametista no terreno da família no interior de Minas.

Além da ametista, as joias são feitas com esmeralda, água marinha, turmalina, citrine, cristais e outras.

Ela e mais três irmãos cuidam desde o recolhimento das rochas, lapidação e produção das jóias. As peças são vendidas em feiras e por atacado, para entrar em contato com a família, basta ligar para 27 99952-3916.

Carregando....