DiaaDiaES.com.br
Participantes do Projeto Você é Única do ano passado. Foto: Jociane Bristt

Mulheres que venceram o câncer de mama fazem ensaio fotográfico

Outubro é um mês especial na saúde e movimenta pessoas ao redor do mundo para um tema muito importante: a prevenção do câncer de mama, que é o que mais acomete as mulheres no Brasil, segundo levantamento do Instituto Nacional do Câncer (Inca).

No Espírito Santo, o cabeleireiro Dirceu Paigel abraçou esta causa e realiza mais uma edição do Projeto Você é Única durante todo o mês de outubro. Na próxima terça-feira (13) acontece mais uma ação do projeto, onde as mulheres indicadas pela Associação Feminina para Educação e Combate ao Câncer (Afecc) serão recepcionadas por Dirceu para um Dia de Beleza e Ensaio fotográfico.

Dirceu Paigel produz e entrega perucas para mulheres em tratamento contra o câncer que não têm condições de comprar uma. Foto: Divulgação

“Atualizamos o projeto com novos protocolos de segurança e saúde para receber as participantes para esse dia especial. Com esse ensaio mostramos que cada mulher é única e tem sua beleza. Em tratamento, com ou sem perucas, elas são especiais”, destaca o cabeleireiro que há mais de 15 anos realiza um trabalho social no Hospital Evangélico de Vila Velha, Afecc e Fundação Laço Rosa, no Rio de Janeiro, produzindo e entregando perucas para mulheres em tratamento contra o câncer que não têm condições de comprar uma.

Experiência compartilhada

Participam desta edição mulheres que enfrentaram a doença e hoje estão curadas, inclusive, a palestrante motivacional Renata Pimentel, que é voluntária da Afecc. Em sua trajetória contra a doença ela fez quimioterapia e passou por uma mastectomia total da mama esquerda com esvaziamento axilar e, hoje, saudável compartilha sua experiência com mais de 5 mil seguidores no Instagram e motiva outros pacientes em tratamento.

Outro exemplo de superação é a auxiliar de cabeleireiro Celbia Alves, que descobriu o câncer de mama aos 36 anos. Hoje, aos 38 anos e curada da doença, ela retomou o sonho de ser um profissional do ramo da beleza e segue se capacitando para ser uma cabeleireira. Já a aposentada Rita de Cássia Pádua de Souza conta que descobriu a doença durante uma troca de roupa. “Aprendi a agradecer pela vida todos os dias. Antes de cada sessão de quimio, eu agradecia e não sofri com os efeitos colaterais”, relata.

Conheça as participantes

• Celbia Alves: 38 anos, auxiliar de cabeleireiro. Ela descobriu o câncer por meio do autoexame aos 36 anos, hoje está curada e retomou o sonho de ser cabeleireira, está terminando o curso para trabalhar na área de beleza.

• Eliene Dias Vieira de Souza: 42 anos, está no início do mapeamento, procedimento que visa avaliar se o paciente não possui nenhuma metástase pós-tratamento. Descobriu o tumor durante autoexame.

• Lucia Maria do Nascimento: 45 anos, dona de casa, está curada e descobriu a doença durante uma mamografia de rotina.

• Renata Pimentel: 45 anos, palestrante motivacional e produtora de conteúdo. Ela venceu o câncer de mama agressivo e compartilha sua experiência para motivar mulheres em tratamento oncológico.

• Rita de Cássia Pádua de Souza: 59 anos, aposentada, está curada da doença. Descobriu durante uma troca de roupa uma mudança na aparência do seio.

Carregando....
%d blogueiros gostam disto: