28.4 C
Vitória
terça-feira - 19 de março de 2019
DiaaDiaES.com.br
Cultura Turismo

Marataízes encerra hoje a 130ª Festa de Nossa Senhora dos Navegantes

A 130ª Festa de Nossa Senhora dos Navegantes, em Marataízes, continua neste sábado (2) com alvorada, seguida de missa e procissão fluvial pelo Rio Itapemirim, com a imagem da padroeira dos pescadores.

Por volta de 10h30, logo após a missa, os fieis seguirão a pé com a imagem e o andor, no formato de um barco, até o porto, nas proximidades do Trapiche.

Foz do Rio Itapemirim – Foto: Alessandro de Paula

De lá, os fieis seguem em seus barcos acompanhando a imagem de Nossa Senhora subindo pelo Rio Itapemirim e depois dando uma volta pela praia até retornar ao porto.

As festividades começaram no dia 24 com novenas e missas e tem como ponto principal a charmosa e centenária igreja Nossa Senhora dos Navegantes, próximo ao porto da Barra de Itapemirim.

Segundo o pároco Josimar Pirovani, da Paróquia Santíssima Trindade, a festa é uma das manifestações da piedade popular da fé do nosso povo.

“Temos abacaxi, aipim, belas praias, falésias, peixes em abundância e um povo de fé. Há 130 anos a devoção Nossa Senhora dos Navegantes é também uma das belezas que temos e ao longo dos anos alimentou muitos homens e mulheres, curou muitas feridas, fortaleceu muitos corações cansados e reanimou muitas almas que estavam perdidas”, destacou o religioso.

Ele continuou: “Quantas pessoas foram e são restauradas? Muitos homens e mulheres reorientam as suas vidas a partir da devoção a Senhora dos Navegantes. Sendo assim, queremos celebrar com maior zelo e fé essa festa que faz parte da nossa história e cultura”.

 

A História

Nossa Senhora dos Navegantes passa a receber muitos pedidos de intercessão na Idade Média, na época das Cruzadas, quando os portugueses e espanhóis cruzavam o mar Mediterrâneo rumo à Palestina.

Nesta devoção Maria é chamada também de Estrela do Mar, aquela que protege os navegantes mostrando-lhes sempre o melhor caminho e um porto seguro para a chegada. Quando os Portugueses e Espanhóis deram início às grandes navegações, aos descobrimentos de novas rotas e novas terras pelo mundo, a devoção a Senhora dos Navegantes, Estrela do Mar, começou a ser difundida e nunca mais parou.

As invocações a Nossa Senhora eram gravadas no próprio casco dos barcos. Quase todos os barcos traziam uma imagem de Nossa Senhora dos Navegantes entalhada na proa dos barcos, com uma lâmpada de fogo, que os marujos nunca deixavam se apagar.

Quando os primeiros colonizadores portugueses chegaram ao Brasil, com eles também desembarcou a devoção a Nossa Senhora dos Mares, da Boa Viagem, a Estrela do Mar, a Nossa Senhora dos Navegantes.

Pescadores simples e valentes, sempre faziam as orações a Nossa Senhora dos Navegantes antes de irem para o mar buscar o sustento para a família e o trabalho para sobreviverem. Prova disso é que a grande maioria das Igrejas e Capelas dedicadas a Nossa Senhora dos Navegantes estão situadas no litoral do Brasil.

Leia Também...

Festival reúne cervejas artesanais e boa música em Cachoeiro neste sábado

DiaaDiaES.com.br

Marataízes encerra programação de verão com Festival Gastronômico

DiaaDiaES.com.br

Trecho de Piúma destruído pelo mar será recuperado e terá deck, calçadão e ciclovia

DiaaDiaES.com.br
Carregando....