28.4 C
Vitória
terça-feira - 19 de março de 2019
DiaaDiaES.com.br
Cultura Turismo

Marataízes comemora 130 anos de Festa dos Navegantes, com tradicional procissão fluvial

A comunidade de Marataízes está comemorando a 130ª Festa em Homenagem à Nossa Senhora dos Navegantes, que  começou no dia 24 e segue até sábado (2) com a tradicional procissão fluvial pela foz do Rio Itapemirim.

A igreja Nossa Senhora dos Navegantes está situada na Barra de Itapemirim e é um dos cartões postais do município de Marataízes.

“É um momento muito importante para a fé cristã, mas também interessante para a nossa cultura. São 130 anos de celebração. Há poucas igrejas com tanta história”, ressaltou o pároco Josimar Pirovani, da Paróquia Santíssima Trindade, que realiza o evento.

Desde o dia 24, a comunidade realiza diariamente novena às 19 horas, seguida de missa às 19h30. Nesta quinta-feira (31), será a mesma programação.

Na sexta (1), após novena e missa haverá procissão pelas ruas da Barra de Itapemirim, com os fieis transportando a imagem de Nossa Senhora dos Navegantes e o acompanhamento de banda.

No sábado (2), data em que é comemorada o Dia da Festa, haverá alvorada às 5 horas, com ato de consagração pelos 130 anos da festa e missa às 9 horas.

Por volta de 10h30, logo após a missa, os fieis seguirão a pé com a imagem e o andor, no formato de um barco, até o porto, nas proximidades do Trapiche.

De lá, os fieis seguem em seus barcos acompanhando a imagem de Nossa Senhora subindo pelo Rio Itapemirim e depois dando uma volta pela praia até retornar ao porto.

 

Santa

Nossa Senhora dos Navegantes é um dos títulos dado a Mãe de Jesus, Maria.

A fé e a designação em Nossa Senhora dos Navegantes tem início no século XV, com a navegação dos europeus. Segundo a crença as pessoas que viajavam pelo mar pediam proteção à Nossa Senhora para retornarem em segurança aos seus lares.

Em Marataízes, localizada na Barra de Itapemirim, a Igreja de Nossa Senhora dos Navegantes é um dos patrimônios históricos que ajuda a contar a história município.

Construída no século XVIII, recentemente passou por reforma, ficando ainda mais bela.

Quem visita o templo além das imagens sacras, uma pintura no teto chama a atenção. Nela o artista descreve a importância da padroeira na vida dos pescadores, através de dois homens num barco em mar agitado, sendo um branco remando e um negro orando para Nossa Senhora dos Navegantes, que os protege da tempestade.

Leia Também...

Festival reúne cervejas artesanais e boa música em Cachoeiro neste sábado

DiaaDiaES.com.br

Marataízes encerra programação de verão com Festival Gastronômico

DiaaDiaES.com.br

Trecho de Piúma destruído pelo mar será recuperado e terá deck, calçadão e ciclovia

DiaaDiaES.com.br
Carregando....