DiaaDiaES.com.br

Lídia disse não ao desânimo e foi à luta

A babá Lídia Coimbra da Silva Gomes, 32 anos, é exemplo de mulher determinada. Trabalha durante o dia, consegue tempo para cuidar de sua casa, do marido e do filho, e ainda arruma um espaço em sua agenda para atuar com venda de roupas, tudo isso para melhorar a renda familiar.

 

“Comecei a trabalhar aos 15 anos de idade como babá por desejo de conseguir meu próprio dinheiro, já que morava com meus pais.

Como meu pai é pastor, eu vivia mudando de cidade e também saindo de um emprego e entrando em outro, sempre como babá.

Com muito esforço terminei o ensino médio e fiz alguns cursos, como recepcionista, secretariado e por último, de técnica de enfermagem. Os cursos me deram muito conhecimento.

Mesmo empregada, sentia a necessidade de conseguir um dinheiro extra. Há quatro anos comecei a trabalhar como vendedora de roupas.

No início fiquei um pouco receosa, pois achava que não conseguiria vender, que não teria lucro e que não receberia o dinheiro da venda das peças. Fiquei com medo de ficar endividada.

O representante que me forneceu as peças me convenceu a fazer um teste. Trabalhei com roupas de cama, mesa, banho e vestuário. Procurei vender para pessoas próximas e de confiança. Depois passei a vender também roupas.

Não vou negar que enfrentei muita dificuldade no início. Algumas roupas ficaram encalhadas, outras vieram com defeito, além de alguns clientes demorarem a me pagar.

Teve uma que demorou três meses para acertar comigo, o que é muito difícil, pois não gosto de cobrar as pessoas.

Mesmo diante de toda dificuldade valeu a pena, pois além de ter um lucro extra com a venda destas mercadorias eu consigo vestir toda a minha família sem gastar muito dinheiro.

Com as vendas externas tenho uma renda extra. 

Amo minha profissão. Trabalho como babá com todo carinho e tenho muita vontade de crescer na vida. Não posso desanimar”.

Carregando....
%d blogueiros gostam disto: