fbpx
20.1 C
Vitória
quinta-feira - 17 de outubro de 2019
DiaaDiaES.com.br
Guilherme e Maycon recebem premiação pelo título mundial. Fotos: Acervo pessoal

Jogador de futevôlei de Marataízes brilha em Mundial na Tailândia

Desde 2013, Maycon Gomes, nascido e criado em Marataízes, transformou o hobby em uma profissão. Atleta profissional de futevôlei, ele representou o Brasil e o Espírito Santo no Mundial de Futevôlei na Tailândia que aconteceu em setembro. E adivinha? Trouxe para os capixabas o título de campeão mundial.

Ao lado do potiguar Guilherme Euri Leite Perrone, a dupla venceu a Malásia por 2 sets a 0, e se sagrou campeã.

Maycon voltou para o Brasil na semana passada e a recepção foi bem calorosa. “Os amigos me abraçaram, foi bastante emocionante. Comemoramos juntos. Foi gratificante.”

Experiência

Essa foi a segunda experiência de Maycon no Mundial, mas a primeira a subir no degrau mais alto do pódio. Para chegar até lá, a trajetória foi longa e intensa. Maycon conta que demorou para “cair a ficha” até mesmo de que tinha sido convidado para o campeonato.

“Ser atleta não é fácil, você abdica de várias coisas pra manter um nível e ter um bom desempenho na quadra e quando a gente recebe uma notícia dessas [da convocação] é de muita felicidade, de reconhecimento dos treinamento diários, viagens competições.”

A convocação dos atletas é feita pela seleção brasileira a partir da pontuação no ranking. Maycon ocupava a 7ª posição entre os atletas brasileiros e explica que a seleção dos profissionais é a partir dos rendimentos individuais. “Tem que se entregar, cada um treina no seu estado e aí chega lá e compete.”

E levar o nome dos capixabas mundo a fora é uma das motivações do Maycon.

“Quando a gente consegue ir pra um Campeonato Mundial representar o país, o Espírito Santo, a minha cidade [Marataízes] é uma emoção fora de sério.”

Inspiração

E mesmo com treinos à distância, o resultado não poderia ser melhor, motivo de orgulho para os capixabas e inspiração para os jovens atletas.

“A gente é espelho pra nova geração que quer participar, quer ser atleta. Independente da modalidade, eles querem ter uma referência e por estar se destacando, a gente ganha esse reconhecimento”, conta Maycon.

E os treinos continuam, afinal tem Campeonato Capixaba no dia 27 de outubro, em Vila Velha, e no mês de dezembro, é a última etapa do Brasileiro, em Maricá (RJ).

Galeria de fotos

Carregando....