DiaaDiaES.com.br
A BR 101 ainda não foi totalmente duplicada no Estado. Foto: Alessandro de Paula

Infraestrutura é desafio para a retomada da economia capixaba

O estado do Espírito Santo vem passando por grandes transformações nos últimos 20 anos, com avanços em questões institucionais e de políticas públicas. O desafio agora é retomar a economia em meio à pandemia de coronavírus e um cenário ainda incerto para a chegada da vacina.

Durante webinar realizado na última quinta-feira (27) com o economista-chefe da Findes e diretor executivo do Ideies, Marcelo Saintive, e o conselheiro do Índex Político do ES, Hélio Pepe, foram abordados os pontos positivos e os desafios para a indústria capixaba, entre eles o desenvolvimento da infraestrutura do Estado.

O Índex Político é uma organização apartidária da sociedade civil que funciona como um observatório da atuação de políticos e do resultado de políticas públicas, gerando informações para a análise objetiva da sociedade.

Planejamento

Para Saintive, entre os pontos positivos do Espírito Santo, que favorecem a retomada econômica do Estado, está a vocação para o planejamento. Além disso, ele ressaltou pontos como a cultura fiscal que está inserida na sociedade e o enfrentamento dos problemas na educação e na segurança pública.

Segundo o economista-chefe da Findes, embora o Espírito Santo seja geograficamente bem localizado, essa vantagem não é plenamente aproveitada, já que o Estado enfrenta grandes desafios quanto à infraestrutura, ao transporte e à logística.

Algumas melhorias seriam de grande valia para a atração de novas indústrias, como: a duplicação das rodovias federais, a melhoria ao acesso dos portos, ferrovias que sejam de multiprodutos e mais um aeroporto.

“O Espírito Santo pode acessar com facilidade vários estados. Mas isso só acontece se houver infraestrutura. Para melhorar essa questão se exige muito conhecimento técnico. Mas apesar do Estado ter um grande capital humano, falta uma coordenação com direcionamento mais forte em relação a essas questões”, disse Marcelo Saintive.

Estado inovador

Saintive ressaltou que o Espírito Santo caminha para ser um Estado inovador, contando com iniciativas como o Findeslab, o hub de inovação da indústria capixaba. Idealizado pela Findes e operado pelo Senai, o espaço é um ponto de conexão entre grandes empresas, startups e empreendedores que buscam desenvolver ideias e soluções inovadoras.

Findeslab é o hub de inovação da indústria. Foto: Findes

“O Espírito Santo tem a capacidade de ser um farol em várias frentes. Já somos na área fiscal, na educação e segurança pública. Mas podemos ser também em outras áreas. É um estado onde as pessoas gostam de ser organizadas e isso nos dá muitas oportunidades”, observou.

Pontos positivos citados por Saintive

Redução da taxa de homicídio

O ES era considerado um dos estados mais violentos do país. Com a diminuição do índice de violência, um território mais seguro atrai mais negócios, traz mais bem-estar para a população, e isso foi uma conquista para a sociedade capixaba.

Melhorias na educação

O ES tem a melhor nota no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) no ensino médio, a maior do Brasil.

Nota A

O ES é o único estado no Brasil que nos últimos 5 anos recebeu nota A do Tesouro Nacional em relação às finanças públicas. Mostra que a sociedade capixaba e o governo entenderam a importância da responsabilidade fiscal e de se ter as contas equilibradas. Ajuda na retomada da economia capixaba.

Vocação para planejamento

Em meados de 2003 o ES começa a pensar e se planejar pensando a longo prazo. Existiram planos governamentais como o ES 2025 e o ES 2030. Isso ajuda a organizar a sociedade. Na Findes, o Ideies é responsável pela condução do Indústria 2035, importante programa de desenvolvimento de longo prazo para a indústria capixaba, baseado em estudos econômicos e prospectiva estratégica para identificação dos Setores Portadores de Futuro e construção das Rotas Estratégicas Setoriais.

Competitividade

Entre as 27 unidades da federação, o ES está em sexto lugar no Ranking de Competitividade dos Estados, organizado pelo Centro de Liderança Pública (CLP). No Ideies foi criado o Indicador de Ambiente de Negócios (IAN) com a finalidade de entender a situação do ambiente de negócios de cada município do ES, pois é este ambiente que influenciará os fatores para atração de novidades. São respostas a perguntas, como: “qual a qualidade da educação na minha cidade? E o nível de segurança pública?” que impactarão a decisão das empresas em abrir ou expandir os seus negócios e das pessoas em permanecer ou se mudar de uma cidade.

Impacto das políticas públicas

O ES possui as condições necessárias para realizar a avaliação de impacto de políticas públicas.

Carregando....
%d blogueiros gostam disto: