DiaaDiaES.com.br
Foto: Incaper

Estado e Banestes anunciam R$ 200 milhões para crédito rural

O governador Renato Casagrande anunciou nesta sexta-feira (24) a disponibilidade de R$ 200 milhões para financiamentos de crédito rural no Estado pelo Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes), no Plano Safra 2020/21. Os recursos são destinados para produtores rurais fortalecerem as atividades agrícolas já consolidadas, além de incentivar novas culturas e criações.

Durante solenidade virtual, o governador lembrou que o anúncio ocorre no Dia do Agricultor Familiar.

“É muito bom fazer esse anúncio no dia de hoje. O Banestes operava pouco na agricultura e agora nossa ideia é disponibilizar esses R$ 200 milhões. Temos bancos importantes operando neste setor, mas o Banestes chega agora para dar suporte aos agricultores capixabas. As operações de crédito necessitam levar em consideração o impacto ambiental”, lembrou Casagrande.

No Banestes, a safra de 2019/2020 foi fechada com o volume aplicado de R$ 190 milhões em crédito rural, distribuídos em 3.600 contratos. Como novidade para esta safra, foram reduzidas as taxas de juros dos financiamentos nas modalidades de custeio agrícola e pecuário, para todos os portes de produtores, que passam a ser: 2,75% a.a. (ao ano) para Custeio Pronaf (pequeno produtor); 5,0% a.a. para Custeio Pronamp (médio produtor); e de 6,0% a.a. para custeio a demais produtores.

Dinheiro pode ser usado na compra de maquinário. Foto: Hélio Filho/Secom

O crédito estará disponível para o financiamento de máquinas, equipamentos e implementos agrícolas, aquisição de animais, renovação e implantação de lavouras, construção e reformas, aquisição de insumos, dentre outros.

Parcerias

O Banestes também possui parcerias com empresas do mercado capixaba para financiamento de máquinas, equipamentos, peças e implementos agrícolas, que têm por objetivo assistir financeiramente os produtores rurais domiciliados no Espírito Santo e suas cooperativas, na aquisição de máquinas, equipamentos e implementos agrícolas.

Na Safra 2019/2020, as parcerias promoveram liberação de R$ 4 milhões para estas finalidades. Para a nova Safra, que se encerrará em 30/06/2021, a expectativa é bastante positiva e prevê o financiamento de até 90% do valor do bem, com prazo de financiamento de até 60 meses e os encargos financeiros foram também reduzidos e serão a partir de 6,0% ao ano, conforme prazo e perfil da operação.

“O Banestes é um importante parceiro da produção agrícola e pecuária capixaba, atividade propulsora de desenvolvimento econômico e geração de renda no Espírito Santo. Temos o compromisso de manter o incentivo à produção agrícola, fomentar parcerias e oferecer as melhores condições de mercado para o crescimento deste relevante setor. Estamos atuando em prol dos produtores rurais e temos excelentes expectativas para o fechamento da nova Safra”, afirmou o diretor-presidente do banco, José Amarildo Casagrande.

Cooperação técnica

Outra novidade para o Plano Safra 2020/2021 é a celebração do novo Convênio para Prestação de Serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural para concessão de Crédito Rural entre o Banestes e o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper).

Videoconferência virtual do Plano Safra 2020/21. Foto: Rodrigo Araujo/Governo ES

A finalidade do convênio é a execução de programas de crédito rural conjugados com assistência técnica e extensão rural, elaboração de laudos de avaliações de bens e periciais, em conformidade com o Manual de Crédito Rural (MCR) e demais legislações e normas vigentes, sempre em consonância com os objetivos fixados pelos Governos Federal e Estadual.

Para o diretor-presidente do Incaper, Antônio Carlos Machado, a formalização desta parceria tem uma importância enorme, especialmente neste momento.

“A agricultura familiar capixaba é responsável por boa parte da produção de alimentos. Cerca de 75% dos estabelecimentos rurais do Espírito Santo estão nas mãos dos agricultores familiares, que ocupam apenas 33% da área agrícola do nosso Estado. Em pouco espaço, nossos agricultores produzem uma enorme diversidade de alimentos com qualidade e em quantidade. Valorizar o segmento responsável por boa parte do que chega na nossa mesa é também valorizar a economia”, observou.

Produtos de crédito rural do Banestes

Condições vigentes até 30/06/2021

Custeio agrícola e pecuário – PRONAF – Pequeno produtor
Taxa: 2,75% a.a a 4,00% a.a
Prazo: até 24 meses

Custeio agrícola e pecuário – PRONAMP – Médio Produtor
Taxa: 5,00% a.a
Prazo: até 24 meses

Custeio agrícola e pecuário – Demais produtores
Taxa: 6,00% a.a
Prazo: até 24 meses

Investimento agrícola e pecuário
Taxa: de 6,00% a 8,00% a.a
Prazo: até 60 meses

Carregando....
%d blogueiros gostam disto: