24.7 C
Vitória
sexta-feira - 20 de setembro de 2019
DiaaDiaES.com.br
Sine de Cachoeiro de Itapemirim. Foto: Matheus Ramos

Empresas de Cachoeiro encontram dificuldades para selecionar candidatos a emprego

A falta de qualificação profissional tem impedido muitos trabalhadores de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, de serem admitidos pelas empresas.

Segundo o gestor do Sistema Nacional de Emprego (Sine) do município, Elizeu Rodrigues, essa dificuldade é devido a falta de capacitação, e que muitas vezes os profissionais chegam ao mercado com dificuldades básicas, como fazer contas ou interpretar textos.

Com essa constatação, o encaminhamento ao emprego fica mais difícil, pois as empresas buscam pessoas preparadas para exercerem os cargos que elas oferecem.

“O grande problema não são as vagas, nós sempre temos vagas aqui no Sine. Essa semana mesmo tivemos uma solicitação de 21 vagas por uma empresa. Mas o grande desafio é que as pessoas vêm a nós, pois necessitam de uma vaga, e quando vamos conversar com elas percebemos que elas não têm nenhuma qualificação. Nós precisamos que o governo e as autoridades competentes providenciem e disponibilizem cursos profissionalizantes gratuitos. Para estar atendendo a essas pessoas e as empresas”, ressaltou o gestor do Sine.

Leia mais: Vagas abertas em 30 profissões para trabalhar no Aeroporto de Vitória

Por conta dessa situação e precisando de gente para trabalhar, muitas vezes são as próprias empresas que acabam investindo em treinamento e capacitação.

O comerciante Anílson Coelho Machado, 63 anos, foi um dos que encontrou dificuldade para contratar funcionário.

“Eu não tinha funcionário na minha empresa, mas no início desse ano resolvi contratar uma pessoa para me ajudar. Encontrei dificuldade na hora de realizar a contratação, pois as pessoas que enviaram currículos não se encaixavam no perfil que a minha empresa necessitava”, relatou Anílson.

Para o estudante Joaquim Crisóstomo Oza, 19, o mercado está cada vez mais competitivo, necessitando ter uma formação além do ensino médio.

“É necessário se qualificar cada vez mais, o mercado está cada vez mais exigente. Hoje em dia é necessário ter qualificações que nos destaquem no mercado”, afirmou.

Por conta das necessidades do mercado, há empresas que têm disponibilizado algum tempo do horário do expediente para que os funcionários que elas já possuem possam se aprimorar.

Desemprego

Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) do Instituto Brasileiro de Pesquisa e Estatística (IBGE) mostram que, atualmente, o Espírito Santo possui 230 mil trabalhadores desempregados, o que representa 10% da população.

Leia Também...

Usina da BRK Ambiental em Cachoeiro é pioneira em geração de energia solar

Andréia Pegoretti

Produtores rurais de Cachoeiro visitam circuito turístico em Anchieta e já planejam projeto em São Vicente

Camila Soares

Projeto vai implantar hortas em escolas municipais de Cachoeiro

DiaaDiaES.com.br
Carregando....