DiaaDiaES.com.br
Foto ilustrativa: Racool Studio/Freepik

Confira 10 dicas para conservação e descarte correto de remédios

Nos dias atuais é comum as pessoas terem medicamentos para cuidar de pequenas emergências ou outros que sobram depois de serem prescritos por um médico. Mas é preciso ficar atento. Quem guarda remédios em casa não deve se descuidar do armazenamento e do descarte correto.

O alerta é da coordenadora de Farmácia que atua pela Pró-Saúde, no Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE), em Vitória, Edna Ormi Galazi. Ela explica que tais medidas visam à conservação dos medicamentos e garantem a segurança e a eficácia dos tratamentos.

“É indispensável conservar os medicamentos em um local onde as propriedades deles sejam mantidas, evitando áreas quentes, como cozinha, banheiro e sobre a geladeira, onde é comum que a temperatura esteja alta”, orienta.

Segundo a coordenadora, os remédios que não proporcionam nenhum efeito para o tratamento, como os vencidos, precisam ser descartados de maneira correta, para que não atinjam o meio ambiente.

“Remédios não podem ser descartados em lixo comum. Várias farmácias e Unidades Básicas de Saúde realizam coleta dos medicamentos sem custo para quem deseja descartá-los”, afirma Edna Galazi.

Confira as dicas

1 – Evite a automedicação. O recomendado é sempre buscar ajuda médica;

2 – Procure não deixar o medicamento no interior do carro por muito tempo;

3 – O ideal é deixar a prescrição médica junto do medicamento, para tomar a dosagem e no horário certo;

4 – Fique atento ao prazo de validade;

5 – Não reaproveitar frascos usados para colocar outros líquidos;

6 – Mantenha o local de armazenamento sempre limpo. Escolha locais protegido de luz direta, calor e umidade. Evite armazenar em locais quentes como cozinha, banheiro e sobre geladeira;

7 – Nunca reaproveite sobras de medicamentos, em especial, os antibióticos;

8 – Mantenha os remédios longe das crianças e não descarte em lixo comum, na rua ou nos rios;

9 – Nunca utilizar medicamentos vencidos. Além de não ter o efeito esperado, ele pode agravar os possíveis efeitos colaterais que a maioria tem;

10 – Qualquer mudança no medicamento: cor, mancha ou cheiro, o recomendado é consultar um farmacêutico.

Carregando....
%d blogueiros gostam disto: